6 maneiras de ganhar dinheiro com o mundo pet

Aqui em casa temos três gatos. Na verdade são um gato e duas gatas: Francisco, Lola e Cássia. Embora eu e a Bella (que também é gata mas, no caso, é minha namorada) nos consideremos ‘lights’ no trato que damos aos nossos pets não há como negar que cuidar deles envolve, além de muita atenção e carinho, um significativo investimento mensal. A matéria abaixo do Uol traz algumas informações interessantes sobre este mercado que só cresce a cada dia. A matéria original você encontra clicando aqui.

Mesmo com a instabilidade da economia brasileira, uma das coisas das quais não abrimos mão é cuidar dos nossos animais de estimação. Não é à toa que o mercado pet é um dos que mais crescem atualmente.

Estima-se que existam cerca de 27,9 milhões de cachorros, 12 milhões de gatos e 4 milhões de outros animais no Brasil. O nicho gerou um faturamento de mais 18 bilhões de reais em 2016. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Entre os serviços mais contratados estão os relacionados a comida para animais (67%), serviços (16,7%), cuidados com os pets (8,1%) e veterinários (7,8%).

>> Leia também 4 dicas para montar um pet shop virtual

Apesar de o mercado ser promissor, fazer mais do mesmo pode não ser uma boa alternativa, e, por isso, muitas marcas estão investindo em negócios voltados para o mercado pet, mas com conceitos diferentes.

Conheça alguns deles e se inspire para montar seu próprio negócio!

Continue Reading

Quem são os millennials de 65 anos?

Pesquisa da Kantar Worldpanel, apresentada no CONAREC 2017, mostra o novo perfil do consumidor sênior. Ele é bem parecido com os Millennials. Veja.

A imagem de um senhor de idade sentado, esperando a vida passar, está ficando cada vez mais para trás. Os avanços da tecnologia e a influência do comportamento dos Millennials transformaram o perfil do consumidor sênior. “Temos muitas oportunidades com esse público mais maduro. Eles querem ter suas expectativas atendidas”, afirmou Christine Pereira, diretora de Business e Marketing da Kantar Worldpanel. Ela apresentou dados sobre esse público no CONAREC 2017, que aconteceu nesta semana em São Paulo.

Os estereótipos em relação a esse público, diz, estão sendo desconstruídos. Cada vez mais eles se parecem e desejam o mesmo que a média dos Millennials quer. “Há muitas similaridades. Eles se preocupam com beleza e estilo de vida”, afirmou. De acordo com o estudo, o público com idade acima de 50 anos, considerados independentes maduros, representam 18% da população – um mercado e tanto quando se trata de consumo.

O estudo mostra que o consumo no Brasil deve crescer 1,7%. Contudo, entre esse público o aumento deve ser de 2,3%. Hoje, eles já representam 15% dos gastos em bens de consumo não duráveis. Entre 2010 e 2015, esse público deve triplicar, como consequência do envelhecimento da população.

“É um público que temos de tratar com muito carinho, porque traz muitas oportunidades. A renda deles é maior e eles têm uma relação favorável entre renda e gastos e exatamente por isso eles estão no grupo onde estão as maiores oportunidades”, afirmou a especialista.

Quem eles são?

Quem são os Millennials de 65 anos? É um grupo de pessoas com bolso saudável e que já tem um lar bem equipado, por isso buscam mais serviços e experiências. Segundo o estudo, 31% desse grupo está nas classes A e B; 17% deles gastam com diaristas ou mensalistas; 92% não pagam aluguel; e 64% deles vivem em casas com mais de seis cômodos.

O gasto desse público com itens em promoção é de 14%, número maior que os dos jovens independentes – ou seja, eles se preocupam em manter o bolso saudável.

De acordo com Christine, ao contrário do que dizem, esse público está ligado na transformação digital. “Eles estão fazendo a migração digital, no sentido de buscar aquilo que traz benefícios e simplifique a vida deles. Os negócios que forem nessa direção têm muito para crescer”, considerou.

Produtos e serviços, mesmo digitais, que têm como objetivo tornar o dia a dia desses Millennials de 65 anos mais fácil têm ganhado mais espaço. Segundo a especialista, esse público está até mais disposto a pagar mais por isso.

Por: No Varejo by Hermano Mota – Clique aqui para ver a matéria em seu site original.

Os passos mais básicos que sua empresa precisa saber para fazer um planejamento de marketing

O plano de marketing é o conjunto de ações estipuladas para alcançar um ou mais objetivos em seu negócio; saiba como começar o seu. (Veja esta matéria da Resultados Digitais em seu link original clicando aqui).

Todas as empresas que buscam expandir sua atuação no mercado de trabalho precisam de um planejamento estratégico de marketing, a fim de elaborar suas estratégias de comunicação que contribuam para o crescimento da empresa.

plano de marketing é feito com o intuito de alcançar objetivos pré-determinados, focados em ações de divulgação voltadas para sua marca, produto específico ou serviço realizado pela empresa.

Esse planejamento estratégico de Marketing pode ser considerado uma ferramenta de gestão, servindo para fazer com que a empresa se mantenha competitiva no mercado.

Além disso, pode servir também para produzir uma apresentação melhor e mais completa de seu produto ou serviço, criando, assim, uma imagem positiva em relação a empresa nas redes sociais.

Entenda melhor como criar um plano de marketing neste artigo.

Continue Reading

Pedreiro anda até 40 km por dia para entregar cartões improvisados em folha de caderno

 

Sem dinheiro para fazer e imprimir o currículo, Donizete Pereira resolveu oferecer os serviços de porta em porta nos bairros de Bauru. Esforço dele repercutiu nas redes sociais.

Depois de ficar dois meses desempregado, com aluguel atrasado e muitas vezes sem ter o que comer, o pedreiro Donizete Pereira resolveu sair de porta em porta em busca de uma oportunidade de emprego nos bairros de Bauru (SP).

Sem dinheiro para fazer e imprimir currículos, ele improvisou cartões de visitas. Escritos à mão pela mulher dele em uma folha de caderno, os cartões com o contato do pedreiro foram distribuídos em caixas de correio de centenas de casas.

“Tinha dias que eu escrevia 50, 100, 150 cartõezinhos e saía ele e a minha filha distribuindo por aí”, conta a esposa Gislaine Therezinha da Silva. Com os papeizinhos no bolso, o pedreiro percorria até 40 km por dia.

Continue Reading

12 autores de marketing que você precisa conhecer (e ler!)

Por Resultados Digitais
Ao estudar esses escritores e suas principais obras, você consegue dar um passo na carreira para chegar mais perto de onde eles chegaram.

Este não é um post com dicas para fazer marketing.

Aqui não falaremos da importância do marketing para as empresas.

Também não escreveremos nenhum passo a passo, nem oferecer tutoriais.

A proposta é ensinar por meio de uma outra ótica: aprendendo com os melhores, com os autores de marketing mais lidos na história recente.

Quem trabalha com marketing vai reconhecer alguns dos nomes que citaremos no texto.

Todas as obras que selecionamos aqui foram escritas pelas maiores feras de suas áreas.

Eles não são necessariamente profissionais de marketing por formação. O que os une é a maneira como seus trabalhos impactaram o mundo do marketing, deixando verdadeiras lições para quem atua na área.

E o sucesso que fizeram não foi em vão: escolhemos 12 livros que se tornaram referências no mercado quando o assunto é divulgar uma marca, conquistar o público-alvo e criar relacionamento com os clientes.

Sem mais delongas, confira nossa seleção dos autores de marketing mais lidos nos últimos tempos e suas principais obras.

Continue Reading

Nostalgia está no coração de marcas e consumidores

Que a onda retrô voltou com tudo não há dúvida. Por todos os lados o que se vê é um verdadeiro ‘revival’ de produtos, músicas, roupas, brinquedos e até mesmo cortes de cabelo. Veja abaixo uma matéria muito interessante sobre o tema publicada no site da revista Meio & Mensagem.

Para despertar o saudosismo de antigos clientes e conquistar novos fãs, empresas relançam produtos e resgatam seus valores retrô.

Por Karina Julio (veja a matéria original no site da M&M clicando aqui)

7 de março de 2017

Surpresa-OvodePascoa

Nestlé relançou o chocolate Surpresa em edição limitada de ovo de Páscoa (crédito: divulgação)

lembrança daquele produto que todo mundo comprava na infância ou que há muitos anos desapareceu das gôndolas é a nova carta na manga para as marcas. Num mundo tomado pela tecnologia e inovação, a nostalgia e o resgate de elementos antigos ganharam um novo valor, e o marketing não fica de fora. Os últimos meses foram marcados, por exemplo, pelo lançamento de um novo console da Nintendo, o relançamento do chocolate Surpresa e uma nova versão do Nokia 3310 – sim, aquele do jogo da cobrinha.

Continue Reading

Os ensinamentos de Anitta sobre branding

Você pode até não ser fã da Anitta mas não há negar que ela trabalhe muitíssimo bem o seu branding. Em seu processo de construção de marca, a cantora mescla frequência, inovação e visão multiplataforma; sua última ação foi espalhar peças de xadrez pelo Brasil

Veja a matéria de Luiz Gustavo Pacete em sua versão original na M&M clicando aqui.

4 de setembro de 2017 – 7h26

Peças de xadrez com a marca da cantora foram espalhadas por várias cidades brasileiras

No mês de maio, o lançamento do clipe Paradinha, de Anitta, e sua aparição no programa The Tonight Show, de Jimmy Fallon, inaugurava uma nova fase da carreira da cantora em um processo de construção de marca internacional. Na ocasião, a parceria com a marca Cheetos, da PepsiCo, e com a Samsung, que apareceram com ações no clipe, também chamava a atenção do mercado publicitário para oportunidades em relação a sua imagem.

Anitta todo mês é estratégia recomendada pelo YouTube

Continue Reading